Ymer prevalece no duelo de Elias e empata contenda

Fotografia: Fernando Correia/Federação Portuguesa de Ténis

Tudo empatado: depois de João Sousa ter triunfado no primeiro encontro e, consequentemente, dado a liderança a Portugal, Gastão Elias não conseguiu repetir o mesmo desfecho e consentiu assim o empate da seleção da Suécia por intermédio de Elias Ymer nesta eliminatória referente à segunda ronda do Grupo I da zona Europa/África da Taça Davis.

De regresso ao court onde somou a maior vitória da carreira (na segunda ronda da edição de 2016 do ATP 250 de Estocolmo, diante de Gael Monfils — na altura número sete mundial), o número dois nacional não foi capaz de levar a melhor na batalha de Elias frente a Ymer, acabando por ceder num equilibrado encontro, pelos parciais de 7-6(11) e 6-4, ao cabo de uma hora e 45 minutos.

À procura de garantir o segundo ponto para a equipa das quinas e terminar de forma perfeita este dia inaugural, Gastão até foi quem dispôs das primeiras oportunidades de break e, inclusivamente, serviu para fechar o primeiro set a 5-4. Contudo, o tenista lourinhanense vacilou e a decisão acabou por ser remetida para o tiebreak, onde o principal jogador sueco da eliminatória prevaleceu nos detalhes.

Já na segunda partida, e embalado psicologicamente pelo ascendente que ganhara no parcial inaugural, Ymer começou desde cedo a pressionar e a utilizar as suas investidas para fazer a diferença em relação a Gastão, que caiu em termos anímicos após o duro revés sofrido no primeiro set, para a partir daí somar assim o triunfo no segundo encontro do dia realizado no Royal Tennis Hall.

A derrota, além de acentuar o registo extremamente negativo de Gastão Elias em encontros individuais jogados sobre piso rápido na Taça Davis (0 triunfos e 8 desaires), coloca a eliminatória empatada à partida para o segundo e último dia, que começa às 12h portuguesas de amanhã com o tradicional duelo de pares, seguido dos dois embates de singulares.

Natural da Ilha do Pico, Açores. Estudante do 3.º ano do curso de Direito da Faculdade de Direito da Universidade de Lisboa. Amante e seguidor de ténis desde a adolescência.