John Isner regressa ao top 10; João Sousa nos 70 primeiros do ranking

Terminado o Miami Open, é tempo de atualizar as classificações mundiais. O torneio Masters 1000 coroou como campeão John Isner, mas foram diversos os jogadores que se destacaram nesta nova publicação do ranking masculino.

Rafael Nadal não jogou aquele que foi o segundo Masters 1000 da temporada, mas mesmo assim conseguiu regressar à liderança da classificação masculina. O maiorquino encontra-se a recuperar de uma lesão e espera regressar na época de terra batida. Nadal destronou Roger Federer e encontra-se agora com uma vantagem de 100 pontos sobre o suíço.

John Isner foi o finalista vencedor do torneio de Miami, o que lhe proporcionou uma subida até ao nono posto da hierarquia masculina, lugar onde já havia figurado em 2012 e em 2014. Este é o seu melhor ranking de carreira. O finalista vencido, Alexander Zverev, encontra-se esta semana na quarta posição, depois de lograr uma subida de um lugar, estando a um posto da sua melhor classificação de sempre.

Pablo Carreño Busta – campeão em título do Millennium Estoril Open – mostrou em Miami que o espírito lutador que o levou à meia-final do US Open e ao Nitto ATP Finals ainda está bem presente e ficou a apenas uma vitória da final do prestigiado torneio norte-americano. Com o excelente resultado desta semana, Carreno Busta ascende ao 12.º posto do ranking ATP.

Hyeon Chung e Borna Coric apresentaram os seus trunfos e apenas cederam na antepenúltima ronda no Miami Open. O coreano e o croata, quartofinalistas, subiram até aos 19.º e 28.º postos, respetivamente, para fixarem novos máximos pessoais.

1. Rafael Nadal (Espanha), 8.770 pontos
2. Roger Federer (Suíça), 8.670 pontos
3. Marin Cilic (Croácia), 4.985 pontos
4. Alexander Zverev (Alemanha), 4.925 pontos
5. Grigor Dimitrov (Bulgária), 4.635 pontos
6. Juan Martin del Potro (Argentina), 4.470 pontos
7. Dominic Thiem (Áustria), 3.665 pontos
8. Kevin Anderson (África do Sul), 3.390 pontos
9. John Isner (Estados Unidos da América), 3.125 pontos
10. David Goffin (Bélgica), 3.110 pontos
(…)

12. Pablo Carreno Busta (Espanha), 2.395 pontos
19. Hyeon Chung (Coreia do Sul), 1.897 pontos
28. Borna Coric (Croácia), 1.501 pontos

Portugueses:

João Sousa protagonizou duas semanas de elevado nível de ténis em Miami e pôde entrar nos 29 anos da melhor maneira. Ao atingir a quarta ronda, o número um nacional alcançou de novo o top 70 da classificação mundial.

Gastão Elias manteve-se fiel ao 106.º lugar na atualização desta segunda-feira, ao passo que Pedro Sousa subiu dois lugares e está no 117.º posto. João Domingues sofreu uma queda de nove postos e está no 198.º lugar. Já Gonçalo Oliveira está perto dos 200 primeiros, na 214.ª posição, e João Monteiro permanece em 253.º.

Frederico Silva, finalista vencido do Future do Lisboa Racket Centre, é o 315.º melhor jogador do ranking ATP e Tiago Cação alcançou um novo máximo de carreira, o 862.º posto, depois de escalar 52 posições.

Clique aqui para consultar o ranking ATP dos portugueses.

Pedro Cunha
O ténis apareceu na minha vida como apenas mais um desporto mas rapidamente o cheiro das bolas e o pó cor de laranja da terra batida onde pratico tornaram a minha vida melhor. Desde o som das pancadas, ao simples abrir de uma lata nova de bolas, tudo neste desporto tem encanto.