Verdasco não esteve com rodeios: “Não vejo uma merda, assim não consigo jogar”

Verdasco.

Decorria a fase inicial do terceiro set do confronto entre Fernando Verdasco e Taylor Fritz, no Masters de Indian Wells, quando o espanhol, a servir para fazer o 1-1 (e a enfrentar um 15-30), parou o encontro reclamando com o juiz de cadeira e com o supervisor do torneio devido à falta de luz no court.

“Desde o fim do segundo set que estou a pedir que liguem as luzes. Não vejo uma merda e assim não consigo jogar”, disparou o veterano tenista espanhol, que acabaria por sucumbir diante do jovem norte-americano com os parciais de 4-6, 6-2 e 7-6(1).

João Correia
Licenciado em Sociologia e Mestre em Comunicação, Cultura e Tecnologias de Informação (ISCTE). Privilegiado por viver numa das melhores eras da história da modalidade.