Troféu fica em casa: Frederico Silva sagra-se campeão em Loulé

É caso para dizer que a espera valeu a pena. Adiada para esta segunda-feira, a final de singulares do Loulé Open terminou com vitória portuguesa, coroando assim Frederico Silva (337.º) como campeão da prova de 15 mil dólares de prize money.

Apesar de ter perdido a primeira partida, o número 7 português manteve-se focado no duelo com David Vega Hernandez (624.º) e, ao cabo de duas horas e 29 minutos, celebrou o segundo título consecutivo. O marcador estava em 5-7, 6-1 e 3-1 quando o espanhol abdicou de continuar em court.

Diga-se que foi a terceira vez este ano que Silva operou a reviravolta rumo à vitória e que o troféu conquistado em Loulé, que lhe confere uns preciosos 18 pontos para a classificação individual, é o 12.º da carreira.

Antes de rumar a Loulé, recorde-se, o caldense de 22 anos havia conquistado o título de campeão em Vale do Lobo, estando neste momento invicto em 2018 e numa série de dez triunfos seguidos.

Agora, e porque não há tempo a perder, segue-se mais um torneio em solo algarvio (Quinta do Lago), onde Frederico Silva já sabe que terá como primeiro adversário um tenista oriundo da fase de qualificação.

João Correia
Licenciado em Sociologia e Mestre em Comunicação, Cultura e Tecnologias de Informação (ISCTE). Privilegiado por viver numa das melhores eras da história da modalidade.