Dia histórico para o squash português: Federação recebe Estatuto de Utilidade Pública

Federação Nacional de Squash

Esta sexta-feira é um dia histórico e certamente inesquecível para a Federação Nacional de Squash, que recebeu o Estatuto de Utilidade Pública através de um despacho publicado pela Ministra da Presidência e da Modernização Administrativa, Maria Manuel Leitão Marques, em Diário da República.

Desta forma, a Federação Nacional de Squash vê reconhecido o “processo de modernização da estrutura organizacional, competitiva e de formação de toda a Federação”, conforme escreveu no comunicado que partilhou através dos seus canais de comunicação oficiais.

Este é um passo determinante no crescimento da entidade e, num plano geral, da modalidade em Portugal, onde ao longo dos últimos anos se tem verificado um aumento no número de atletas federados e treinadores com formação reconhecida.

Já a pensar no próximo passo, a Federação Nacional de Squash pretende, agora, apontar esforços à obtenção do Estatuto de Utilidade Pública Desportiva, um passo que será dado em conjunto com o Instituto Português do Desporto e da Juventude.

 

Gaspar Ribeiro Lança
gasparlanca@raquetc.com | Dar palavras a um encontro de dois, três, quatro ou cinco sets, com ou sem tiebreak. Dar palavras a recordes, a histórias. Dar ténis a todos aqueles que o queiram. E mais, sempre mais. Por isso depois chegou o padel, o squash e o ténis de mesa. E assim cá estamos, no RAQUETC ("raquetecétera"). Como escreveu Fernando Pessoa nos anos 20, "primeiro estranha-se, depois entranha-se."