Gastão Elias alcança oitavos de final em Buenos Aires

Gastão Elias
É a 5.ª vitória de Gastão Elias frente a um jogador do top 50 mundial / Fotografia: Copa San Cristóbal

A jogar pela quarta vez na carreira o quadro principal do Argentina Open, Gastão Elias (114.º) garantiu esta terça-feira o apuramento para os oitavos de final do torneio que se disputa em Buenos Aires pela segunda ocasião, depois de já o ter conseguido fazer em 2016.

O tenista português, oriundo da fase de qualificação após beneficiar da desistência de última hora de Kyle Edmund, o que lhe permitiu entrar no quadro principal com estatuto de lucky loser, aproveitou da melhor forma essa segunda oportunidade, ao derrotar em dois sets o espanhol Roberto Carballes Baena.

Com o número 76 mundial pela frente pela terceira ocasião (uma vitória para cada lado, em encontros disputados sobre terra batida em 2015), ele que vinha da sua melhor semana da carreira em Quito onde se estreou a vencer ao mais alto nível, o tenista de 27 anos esteve melhor ao longo da maior parte do encontro, o que lhe permitiu sair por cima do embate pelos parciais de 6-2 e 6-4.

O português foi sempre o tenista mais esclarecido e confortável em court, mostrando-se mais forte nos seus jogos de serviço e aproveitando bem as oportunidades que teve para quebrar o do adversário.

A vitória frente a Carballes Baena é a segunda na época para Gastão Elias e a primeira em quadros principais de torneios ATP desde maio, altura em que chegou aos quartos de final do ATP 250 de Lyon, numa semana em que derrotou Juan Martin Del Potro.

Na próxima eliminatória, o tenista natural da Lourinhã tem encontro marcado com um tenista da casa, o argentino Federico Delbonis. O duelo entre os dois, será o quinto entre ambos (4-0 a favor do tenista luso) e o terceiro consecutivo em Buenos Aires, com a diferença que esses dois anteriores encontros foram disputados a nível Challenger (2015 e 2017).

Francisco Semedo
A tirar a licenciatura em Turismo na Universidade Europeia, desde cedo se interessou pelo ténis. Começou aos 9 e desde então tem um olhar atento e constante de tudo o que se passa naquela que considera ser a melhor modalidade a todos os níveis.