Desta vez João Sousa não conseguiu ter argumentos para Andreas Seppi

João-Sousa

Não teve o final desejado o terceiro capítulo da rivalidade entre João Sousa (68.º) e Andreas Seppi (81.º), com o melhor tenista português de todos os tempos a conhecer pela primeira vez o sabor da derrota frente ao italiano. O número 3 italiano segue, assim, para a segunda ronda do ATP 500 de Roterdão, na Holanda.

À procura da primeira vitória da carreira no torneio holandês, onde participou pela terceira vez, o pupilo de Frederico Marques tinha inicialmente encontro marcado com Gilles Muller, mas uma desistência de última hora levou a uma alteração no seu sorteio. Assim, foi o italiano quem se atravessou no caminho do Conquistador, ficando mesmo com a vitória, ao cabo de 1h53 e pelos parciais de 6-4, 1-6 e 6-2.

Se em Umag 2015 (terra batida) e Paris 2016 (piso rápido) tinha sido Sousa a levar a melhor, e sempre em parciais diretos, esta segunda-feira o jogador italiano foi mais forte do que o português, que à exceção do segundo parcial não conseguiu ser suficientemente sólido para lhe criar dificuldades.

A derrota em Roterdão traduz-se na primeira de João Sousa em encontros de estreia no circuito masculino esta época, ele que em 2018 tinha ganho os primeiros duelos em Auckland, no Australian Open e, já na última semana, em Sófia.

A próxima paragem do número 1 nacional será o Open 13, o ATP 250 que se realiza em Marselha e que apresenta sempre uma das melhores listas da época entre os torneios da categoria. Em 2018, David Goffin, Stan Wawrinka, Jo-Wilfried Tsonga, Lucas Pouille e Tomas Berdych estão entre os inscritos.

Gaspar Ribeiro Lança
gasparlanca@raquetc.com | Dar palavras a um encontro de dois, três, quatro ou cinco sets, com ou sem tiebreak. Dar palavras a recordes, a histórias. Dar ténis a todos aqueles que o queiram. E mais, sempre mais. Por isso depois chegou o padel, o squash e o ténis de mesa. E assim cá estamos, no RAQUETC ("raquetecétera"). Como escreveu Fernando Pessoa nos anos 20, "primeiro estranha-se, depois entranha-se."