Aos 15 anos, Marta Kostyuk estreia-se com vitória na Fed Cup frente a top 30 mundial

O ténis de Marta Kostyuk (185.ª) continua a fazer estragos em solo australiano. Depois da caminhada até à terceira ronda do Australian Open, onde passou pela fase de qualificação, e do primeiro título da carreira alcançado no ITF de 60.000 dólares de Burnie, a jovem ucraniana de apenas 15 anos voltou a surpreender ao estrear-se com uma vitória na sua estreia na Fed Cup.

A representar a Ucrânia ao mais alto nível pela primeira vez, a tenista de Kyev levou de vencida Daria Gravilova no segundo encontro do dia no Canberra Tennis Centre (relva).

Na eliminatória a contar para a primeira ronda do Grupo Mundial II da Fed Cup, Kostyuk derrotou a número 26 mundial por 7-6(3) e 6-3 para alcançar a melhor vitória da sua ainda curta carreira.

No final do encontro, a campeã júnior do Australian Open de 2017, afirmou ter-se sentido a jogar bem, mas prefere não embandeirar em arco. “Estou a jogar bem. O conto de fadas acontece uma vez, pelo que não sabes quando vai voltar a acontecer. É apenas mais uma excelente competição para mim”.

Ainda antes da excelente vitória da número um ucraniana na presente eliminatória, a Ashleigh Barty (16.ª) tinha dado vantagem à Austrália, ao derrotar Lyudmyla Kichenok (883.ª) por 4-6, 6-1 e 6-4.

Francisco Semedo
A tirar a licenciatura em Turismo na Universidade Europeia, desde cedo se interessou pelo ténis. Começou aos 9 e desde então tem um olhar atento e constante de tudo o que se passa naquela que considera ser a melhor modalidade a todos os níveis.