Patrick Mouratoglou pisca o olho ao cargo de selecionador francês da Taça Davis

Mouratoglou-Patrick 2

Para já, só há uma certeza: Yannick Noah não continuará ao comando da seleção francesa da Taça Davis depois de 2018, o que leva os responsáveis da Federação Francesa de Ténis a colocarem-se no terreno com o intuito de garantirem a contratação daquele que será o novo selecionador gaulês. E é aqui que entra o nome de Patrick Mouratoglou.

“Estou à disposição da equipa francesa, caso os jogadores entendam que eu possa ser o homem certo para o cargo”, deu conta o treinador de Serena Williams, em declarações à agência de notícias AFP.

No entanto, Mouratoglou recusa forçar o que quer que seja, optando por aguardar pelo desenvolvimento natural do processo. “Não quero lançar nenhuma operação de charme porque considero que essa não seria a abordagem correta neste tipo de situações”, assegurou o conceituado treinador francês de 47 anos.

Esta não é, de resto, a primeira vez que Patrick Mouratoglou pisca o olho à seleção francesa. Há um par de anos, quando Yannick Noah assumiu (pela terceira vez depois de 1991 e 1996) o cargo de selecionador, Mouratoglou revelou que orientar a formação gaulesa é um dos seus dois grandes desejos.

“Há duas coisas que realmente me encantariam. A primeira seria treinar no circuito masculino e tentar ter o mesmo sucesso que tive no feminino. A outra seria ter um papel de relevo na Taça Davis. É algo que me agradaria muito, talvez até mais que o primeiro desejo”, salientou, em novembro de 2015, ao website do Eurosport França.

Licenciado em Sociologia e Mestre em Comunicação, Cultura e Tecnologias de Informação (ISCTE). Privilegiado por viver numa das melhores eras da história da modalidade. Contacto: joaocorreia@raquetc.com