Fed Cup: Portugal mede forças com a Suécia na luta pela manutenção

Portugal-Fed-Cup-equipa

Já é conhecida a derradeira equipa adversária da seleção portuguesa em Tallinn. Portugal e Suécia vão medir forças este sábado, com as vencedoras a garantirem a manutenção no Grupo 1 da Zona Euro-Africana da Fed Cup.

Derrotada nos dois encontros que realizou na fase de grupos, frente à Grã-Bretanha e a Estónia, a equipa portuguesa vê-se forçada a disputar o play-off de relegação, onde a equipa derrotada desce ao Grupo 2 e a vencedora garante a permanência nesta divisão.

Ora, dizem as regras que a equipa última classificada da Pool B (Portugal) mede forças com a última classificada da Pool C, pelo que a equipa de Neuza Silva teve de esperar até ao fim da jornada desta sexta-feira para ficar a saber que medirá forças com a Suécia.

A equipa do Norte da Europa perdeu os dois encontros de singulares frente à Eslovénia, que assim garantiu, à última hora, um “lugar seguro” no grupo — isto porque apesar de somarem as duas apenas um triunfo, o confronto direto dá a vantagem ao lado esloveno.

Mas vamos ao que verdadeiramente interessa a Portugal: este sábado, Inês Murta, Maria João Koehler, Francisca Jorge e Maria Inês Fonte defrontam Rebecca Peterson (137.ª WTA), Lister Cornelia (418.ª em singulares e 111.ª em pares), Jacqueline Cabaj Awad (503.ª) e Mirjam Bjorklund (567.ª). O formato é o mesmo que nos últimos dias — dois encontros de singulares e um de pares.

Artigo atualizado às 18h32.

Gaspar Ribeiro Lança
gasparlanca@raquetc.com | Dar palavras a um encontro de dois, três, quatro ou cinco sets, com ou sem tiebreak. Dar palavras a recordes, a histórias. Dar ténis a todos aqueles que o queiram. E mais, sempre mais. Por isso depois chegou o padel, o squash e o ténis de mesa. E assim cá estamos, no RAQUETC ("raquetecétera"). Como escreveu Fernando Pessoa nos anos 20, "primeiro estranha-se, depois entranha-se."