Roger Federer fez em Melbourne o que não conseguia há quase 10 anos

Roger Federer sagrou-se este domingo campeão do Australian Open pelo segundo ano consecutivo, um feito que lhe permite escrever várias páginas de história no ténis — não só à escala local, mas também global.

E há mais um número que vale a pena destacar depois desta conquista do suíço: é que, ao defender com sucesso o título de campeão no “Happy Slam”, Roger Federer conseguiu aquilo que já não conseguia fazer há quase 10 anos, quando se sagrou campeão do US Open em anos consecutivos (2007 e 2008).

No cômputo geral, esta é a 10.ª vez que Roger Federer consegue defender um título num torneio do Grand Slam. Em Melbourne, já o tinha feito de 2006 para 2007, sendo em Londres e Nova Iorque que tem melhores registos: em Wimbledon defendeu o troféu por quatro vezes consecutivas, entre 2004 e 2007, e no US Open fê-lo pelo mesmo número de vezes mas entre 2005 e 2008.

Gaspar Ribeiro Lança
gasparlanca@raquetc.com | Dar palavras a um encontro de dois, três, quatro ou cinco sets, com ou sem tiebreak. Dar palavras a recordes, a histórias. Dar ténis a todos aqueles que o queiram. E mais, sempre mais. Por isso depois chegou o padel, o squash e o ténis de mesa. E assim cá estamos, no RAQUETC ("raquetecétera"). Como escreveu Fernando Pessoa nos anos 20, "primeiro estranha-se, depois entranha-se."