Dimitrov respira confiança: “Estou bem fisicamente e tenho treinado muito”

Grigor Dimitrov B
Fotografia via Facebook Brisbane International

Grigor Dimitrov e Rafael Nadal protagonizaram um tremendo encontro nas meias-finais da edição de 2017 do Australian Open — embate que foi o ponto de partida para épocas notáveis do búlgaro e do espanhol.

“Acho que aprendi muito com esse encontro. Tenho várias lembranças agridoces, mas foi um bom ano para mim. Espero ter mais duelos como aquele”, recordou o búlgaro, 3.º da hierarquia, na conferência de imprensa de antevisão do evento.

Agora, a poucas horas de mais uma edição do primeiro Grand Slam da época, Dimitrov diz estar preparado e que já só quer “começar a jogar”. “Não tenho queixas. O meu corpo está bem e tenho feito bons treinos ao longo da semana. O que importa agora é ir para o court e começar a jogar”, salientou.

A receita de Dimitrov para uma boa quinzena em Melbourne Park passa, essencialmente, por pensar jogo a jogo. “O meu foco é apenas continuar a trabalhar. Encaro um jogo de cada vez, pensando encontro a encontro e com a expectativa de poder jogar bom ténis durante duas semanas”, vincou.

Grigor Dimitrov terminou uma época brilhante com a conquista do Nitto ATP Finals e a chegada ao terceiro posto do ranking, mas nem por isso sente mais pressão em chegar longe no Australian Open. Como sublinhou, o mais importante é manter o ritmo que tem apresentado.

“Só penso em continuar a fazer o que tem funcionado até aqui. Para mim, trata-se apenas de continuar a evoluir. Não sinto necessidade de fazer nada diferente ou mudar o que quer que seja. Foi neste caminho que os resultados começaram a aparecer”, frisou.

Dimitrov vai começar a sua campanha na 106.ª edição do Australian Open frente a um tenista proveniente da fase de qualificação [quadro aqui].

João Correia
Licenciado em Sociologia e Mestre em Comunicação, Cultura e Tecnologias de Informação (ISCTE). Privilegiado por viver numa das melhores eras da história da modalidade.