Rafael Nadal e Dominic Thiem fizeram um treino inédito em que todos saíram a ganhar

Rafael Nadal e Dominic Thiem protagonizaram na madrugada desta sexta-feira algo que muito possivelmente nunca tinham experienciado em qualquer outra parte o Mundo, ao fazerem de um treino, encontro que teve a particularidade de ter muitas das características e componentes de um jogo a contar.

O treino contou com um árbitro de cadeira, juízes de linha, apanha bolas, transmissão televisiva (apenas para a sala de imprensa) e público, mais precisamente 300 pessoas, segundo conta o El Español. A vitória dessa partida acabaria por cair para o lado do espanhol pelos parciais de 6-7, 6-2 e 10.

Após a ‘partida’, o número um mundial explicou o porquê de querer tantos destes elementos em court. “Foi um treino mais parecido com um encontro, pois era o objetivo. Fiz com que houvesse árbitros, apanha bolas e os treinadores nos camarotes, o que fez com que as condições se parecessem muito mais com as de um encontro de competição. Essa era a meta, mais do que qualquer outra coisa”.

Em declarações ao mesmo jornal, Rafael Nadal diz-se “contente por ter mantido as boas sensações” e que com a competição cada vez mais perto se sente “cada vez mais preparado”.

Segundo também apurou o El Español, tudo isto foi possível devido “à boa relação da equipa de Nadal com a Tennis Australia“, que pediu a Craig Tiley (diretor do torneio) através do seu agente, Carlos Costa, que o treino na Margaret Court Arena pudesse ser realizado conforme o número um mundial tinha idealizado.

O certo é que não foram apenas Rafael Nadal e Dominic Thiem a saírem beneficiados com o ‘treino’. Quer o árbitro, quer os apanha bolas, quer juízes de linha tiveram a oportunidade de treinar, os operadores de camara testaram a transmissão e o público pôde desfrutar de forma gratuita ao confronto de dois dos melhores tenistas da atualidade.

Thiem, en un momento del partido ante Nadal.

Francisco Semedo
A tirar a licenciatura em Turismo na Universidade Europeia, desde cedo se interessou pelo ténis. Começou aos 9 e desde então tem um olhar atento e constante de tudo o que se passa naquela que considera ser a melhor modalidade a todos os níveis.