O regresso de uma imagem de marca: Nadal vai voltar a usar t-shirts sem mangas

Rafael Nadal
A última vez que o maiorquino disputou um encontro oficial com uma camisola sem mangas foi há mais de nove anos / Fotografia: Alejandro García

Australian Open vai marcar o regresso de Rafael Nadal ao circuito profissional. Mas não será apenas de voltar à competição que a participação em Melbourne se tratará. Segundo avança o jornal MARCA, o maiorquino vai voltar a utilizar t-shirts sem mangas, uma peça com que já não vai a jogo desde o ano de 2008.

De acordo com o jornal espanhol, a participação do número 1 mundial no primeiro Grand Slam da temporada acontecerá com a icónica peça de vestuário à qual foi, durante muitos anos, associado — e que o tornou ainda mais popular mesmo fora do mundo do ténis, por deixar bem visíveis os músculos dos seus braços.

O regresso dá-se por desejo do próprio Rafael Nadal, que terá feito saber disso mesmo a Jordi Robert, um conhecido de confiança na Nike, a empresa que desde cedo o patrocina. E assim, nove anos depois, o mundo do ténis (e da moda) verá o tenista espanhol voltar a pisar um court de ténis para disputar um encontro oficial com uma t-shirt sem mangas.

A última vez em que tal aconteceu foi no Masters 1000 de Paris, no ano de 2008. Depois, em 2009, Rafael Nadal passou a utilizar t-shirts de manga curta, semelhantes às que são utilizadas pela grande maioria dos restantes jogadores.

Ainda segundo a MARCA, quer o tenista, quer a fabricante norte-americana entendem que este é o momento ideal para recuperar a t-shirt sem mangas, que no entanto não será a única a ser utilizada por Nadal. Em 2018, “a ideia é ir alternando entre equipamentos com e sem mangas”.

Um regresso travado por uma lesão

Na verdade, o regresso das t-shirts sem mangas às escolhas de Rafael Nadal já tinha estado perto de acontecer há cerca de três anos e meio. Na altura, a Nike divulgou o equipamento do maiorquino para o US Open e nele constava uma t-shirt azul sem mangas, mas uma lesão no pulso direito acabou por afastá-lo de Nova Iorque.

Agora, parece que vai mesmo acontecer.

Gaspar Ribeiro Lança
gasparlanca@raquetc.com | Dar palavras a um encontro de dois, três, quatro ou cinco sets, com ou sem tiebreak. Dar palavras a recordes, a histórias. Dar ténis a todos aqueles que o queiram. E mais, sempre mais. Por isso depois chegou o padel, o squash e o ténis de mesa. E assim cá estamos, no RAQUETC ("raquetecétera"). Como escreveu Fernando Pessoa nos anos 20, "primeiro estranha-se, depois entranha-se."