Top 25 mundial colocou um ponto final na temporada de Rui Soares

Rui Soares
No início do mês, Rui Soares tornou-se no primeiro squashista português da história a chegar ao quadro principal de um Campeonato do Mundo

E… Terminou. Rui Soares despediu-se hoje do torneio de 50.000 dólares de Islamabad, no Paquistão, e, consequentemente, da temporada de 2017. Na reta final, o squashista português viveu dois momentos que fazem deste um dos meses inesquecíveis da história do desporto a nível nacional.

À semelhança do que aconteceu em Manchester, onde chegou ao quadro principal do Campeonato do Mundo, Rui Soares voltou a medir forças com o egípcio Zahed Mohammed (número 24 mundial) e a dar boa réplica. Desta vez, na primeira ronda do quadro principal do torneio paquistanês, onde perdeu por equilibrados 11-9, 11-5 e 11-9.

É o fim de uma temporada a que se refere com “um começo bastante complicado” mas que o deixa “feliz com os últimos meses, depois do verão” e que, por isso, só pode servir de rampa de lançamento para a próxima.

Agora, como o próprio diz no post publicado na rede social Facebook em jeito de “despedida” da edição de 2017 do circuito internacional, o número 1 português vai aproveitar o período das festas natalícias para descansar antes de começar a preparar 2018.

Gaspar Ribeiro Lança
gasparlanca@raquetc.com | Dar palavras a um encontro de dois, três, quatro ou cinco sets, com ou sem tiebreak. Dar palavras a recordes, a histórias. Dar ténis a todos aqueles que o queiram. E mais, sempre mais. Por isso depois chegou o padel, o squash e o ténis de mesa. E assim cá estamos, no RAQUETC ("raquetecétera"). Como escreveu Fernando Pessoa nos anos 20, "primeiro estranha-se, depois entranha-se."