Diogo Rocha/Miguel Oliveira e Sofia Araújo/Kátia Rodrigues são os campeões do Masters FPP

Diogo Rocha, Miguel Oliveira, Sofia Araújo e Kátia Rodrigues -- os campeões de M1 e F1 do Masters FPP 2017

Estão encontrados os campeões do Masters FPP 2017, o torneio que reuniu as melhores duplas de padel da presente temporada no Top-padel Industrial, no Porto. Diogo Rocha e Miguel Oliveira venceram o quadro masculino, enquanto Sofia Araújo e Kátia Rodrigues conquistaram o título na competição feminina.

Segundos cabeças de série do torneio, Diogo Rocha e Miguel Oliveira conseguiram a desforra das meias-finais do Campeonato Nacional (que se jogou no Lisboa Racket Centre) ao baterem João Bastos e Vasco Pascoal na grande final, por 6-2 e 6-2.

Antes, os campeões nacionais tinham sido responsáveis pela eliminação de Aris Patiniotis e Diogo Schaefer, os primeiros cabeças de série, nas meias-finais (6-3 e 7-5), enquanto Rocha e Oliveira tinham derrotado facilmente António Nogueira e João Magalhães, por 6-1 e 6-0.

Já na competição principal feminina, Sofia Araújo e Kátia Rodrigues confirmaram o estatuto de primeiras cabeças de série — recorde-se que a número 1 nacional, Ana Catarina Nogueira, não competiu por estar em Madrid como alternate no Estrella Damm Master Final, o Masters do circuito mundial.

Depois de ultrapassarem com sucesso a fase de grupos, as favoritas ao título bateram Bruna Melo e Carmo Murça, por 6-0 e 6-1, e, já na grande final, as segundas cabeças de série Diana Silva e Marina Afonso, pelos parciais de 6-4 e 6-1.

Os quadros das várias categorias e com todos os resultados atualizados podem ser consultados aqui.

Gaspar Ribeiro Lança
gasparlanca@raquetc.com | Dar palavras a um encontro de dois, três, quatro ou cinco sets, com ou sem tiebreak. Dar palavras a recordes, a histórias. Dar ténis a todos aqueles que o queiram. E mais, sempre mais. Por isso depois chegou o padel, o squash e o ténis de mesa. E assim cá estamos, no RAQUETC ("raquetecétera"). Como escreveu Fernando Pessoa nos anos 20, "primeiro estranha-se, depois entranha-se."