Kontinen e Peers repetem feito conseguido pelos irmãos Bryan há 13 anos

Fotografia: Thomas Lovelock/ATP World Tour

Henri Kontinen e John Peers são os novos campeões do Nitto ATP Finals. Ou melhor, novos se for tida em conta apenas a “nova” fase do “Masters” do circuito masculino, este ano patrocinado pela empresa japonesa, porque na verdade o finlandês e o australiano revalidaram o título conquistado há precisamente um ano.

É o final de temporada perfeito e ainda mais se tidos em conta os adversários: é que Kontinen e Peers, respetivamente de 27 e 29 anos, derrotaram os primeiros cabeças de série e líderes do ranking, Marcelo Melo e Lukasz Kubot.

Na final deste domingo, que antecedeu o encontro entre Grigor Dimitrov e David Goffin (marcado para as 18h locais e de Portugal Continental, menos uma hora nos Açores), Kontinen e Peers resolveram o assunto em apenas 70 minutos, ao vencerem pelos parciais de 6-4 e 6-2.

Desta forma, a dupla conquista o seu 10.º título enquanto parceria (5 em 2016, 5 em 2017, ano em que se estrearam a vencer Grand Slams no Australian Open). E iguala o feito conseguido pela última vez por Bob e Mike Bryan, quando em 2004 os irmãos gémeos norte-americanos conseguiram ser bem sucedidos na defesa do título no “Masters” do circuito masculino — na altura disputado em Xangai, China.

Gaspar Ribeiro Lança
gasparlanca@raquetc.com | Dar palavras a um encontro de dois, três, quatro ou cinco sets, com ou sem tie-break. Dar palavras a recordes, a histórias. Dar ténis a todos aqueles que o queiram. E mais, sempre mais. Por isso depois chegaram o padel, o squash e o ténis de mesa. E assim cá estamos, no RAQUETC ("raquetecétera"). Como escreveu Fernando Pessoa nos anos 20, "primeiro estranha-se, depois entranha-se."