Duas meias-finais por equipas e uma final de duplas. Portugal continua a brilhar no Europeu de Padel

Fotografia: Fernando Correia/Smash Padel 2017

Continua de vento em popa a “aventura” de Portugal naquele que é o segundo Campeonato da Europa de Padel organizado em solo português. Este ano, o Clube de Ténis do Estoril é palco de um ataque duplo à presença nas finais — ou até mais longe, mas já lá vamos — e as boas notícias continuam a chegar. Esta quinta-feira, a seleção masculina “replicou” o feito da feminina ao garantir a presença nas meias-finais por equipas. Mas há mais.

Meia-final totalmente portuguesa na competição de duplas

Na verdade, a jornada começou com duas excelentes notícias para o padel português. Depois de receberem um walkover de Lucia Sainz e Gemma Triay devido a uma lesão no pulso por parte da última das jogadoras, Sofia Araújo e Kátia Rodrigues receberam a companhia de Ana Catarina Nogueira e Filipa Mendonça nas meias-finais do quadro de duplas femininas. As campeãs nacionais venceram Sara Celata e Sandrine Testud por concludentes 6-0 e 6-3 para garantirem a presença de uma dupla portuguesa na grande final do torneio.

Se se terá de esperar para saber qual das parcerias portuguesas seguirá para a final, marcada para sábado, já se sabe que será uma final ibérica, uma vez que Alba Galán e Maria del Carmen Villbalba vão defrontar as compatriotas espanholas Ariana Sánchez/Marta Ortega.

E porque é de duplas que (ainda) estamos a falar, no quadro masculino terminou a representação lusitana: Isto porque Vasco Pascoal e João Bastos — os atuais campeões nacionais — perderam por 6-3 e 6-4 para Álvaro Cepero e Aday Santana, enquanto Diogo Rocha e Miguel Oliveira levaram o duelo contra Juan Martín Diáz (ex-número 1 mundial) e Pablo Lijó a três sets, antes de perderem por 6-3, 3-6 e 6-3.

O brilho na competição por equipas para fechar o dia da melhor forma

A fechar a jornada, o regresso das boas notícias: depois de ontem ter fechado o Grupo D no topo da classificação, Portugal garantiu esta quinta-feira o apuramento para as meias-finais da competição masculina por equipas. Desta forma, o conjunto luso segue as pisadas da equipa feminina, que ontem (quarta-feira) já tinha avançado para as meias-finais.

A qualificação foi conseguida com uma vitória indiscutível frente à Suécia, numa eliminatória que deixou bem patentes as diferenças de nível entre as duas seleções. Miguel Oliveira e Vasco Pascoal conseguiram o primeiro ponto ao derrotarem Anton Andersson e Ola Broden por 6-0 e 6-0 e, pouco depois, João Bastos e Francisco Neves venceram Andreas Palsson e Bobby Seger por tranquilos 6-1 e 6-1. Depois, foi a vez de Tiago Santos e Pedro Plantier subirem ao court central instalado nos campos de ténis cobertos do Clube de Ténis do Estoril, eles que venceram Calle Knutsson e Andreas Beer por 6-3 e 6-3.

Horários desta sexta-feira

A seleção nacional feminina (que tem a defender o título conquistado em 2015) vai lutar pela passagem à final do Campeonato da Europa com a França, numa eliminatória que está marcada para as 13h30. Do outro lado do quadro, Espanha e Itália lutam pela vaga restante.

Mais tarde, em horário ainda por divulgar, a seleção nacional masculina vai procurar bater a Itália para garantir a presença na tão desejada final — definida como o grande objetivo para esta competição.

Atualizaremos o artigo com os horários completos dos encontros com jogadores/equipas portuguesas assim que possível.

Gaspar Ribeiro Lança
gasparlanca@raquetc.com | Dar palavras a um encontro de dois, três, quatro ou cinco sets, com ou sem tiebreak. Dar palavras a recordes, a histórias. Dar ténis a todos aqueles que o queiram. E mais, sempre mais. Por isso depois chegou o padel, o squash e o ténis de mesa. E assim cá estamos, no RAQUETC ("raquetecétera"). Como escreveu Fernando Pessoa nos anos 20, "primeiro estranha-se, depois entranha-se."