Simona Halep “segura” número 1 até ao final do ano; Caroline Wozniacki está de regresso ao top 3

Com o término do WTA Finals ficou, também, a ser conhecido o alinhamento final do “top 8” no que à temporada de 2017 diz respeito, com o grande destaque a ir naturalmente para Simona Halep. A tenista romena não conseguiu somar mais um título mas ainda assim termina 2017 com razões por celebrar: é a 13.ª jogadora da história a terminar uma temporada como número 1 mundial.

A manutenção de Simona Halep no topo da tabela classificativa foi possível com a eliminação da checa Karolina Pliskova nas meias-finais do WTA Finals, resultado conseguido por Caroline Wozniacki. Por falar na dinamarquesa, conquistou este domingo o troféu mais importante da carreira e é a nova-(“velha”) número 3 mundial, estando de regresso aos lugares cimeiros depois de já ter figurado na primeira posição durante duas temporadas.

Eis o alinhamento final do top 8 (as restantes posições ficarão totalmente “fechadas” quando se concluir o torneio de Zhuhai, que começa esta terça-feira na localidade chinesa):

  1. Simona Halep, 6175 pontos
  2. Garbiñe Muguruza, 6135 pontos
  3. Caroline Wozniacki, 6015 pontos
  4. Karolina Pliskova, 5730 pontos
  5. Venus Williams, 5597 pontos
  6. Elina Svitolina, 5500 pontos
  7. Jelena Ostapenko, 5010 pontos
  8. Caroline Garcia, 4420 pontos

Mas a atualização do ranking desta segunda-feira não teve mudanças apenas no topo. Não, nem de perto nem de longe: em destaque estiveram, também, Mihaela Buzarnescu (que venceu o Internationaux Feminins de la Vienne, em Poitiers, e por isso subiu 17 lugares, do 99.º para o 72.º, fixando assim um novo máximo de carreira) e a já conhecida Anna Karolina Schmiedlova, que com o título no ITF de 80.000 dólares de Macon passou do 181.º lugar para o 132.º.

Gaspar Ribeiro Lança
gasparlanca@raquetc.com | Dar palavras a um encontro de dois, três, quatro ou cinco sets, com ou sem tiebreak. Dar palavras a recordes, a histórias. Dar ténis a todos aqueles que o queiram. E mais, sempre mais. Por isso depois chegou o padel, o squash e o ténis de mesa. E assim cá estamos, no RAQUETC ("raquetecétera"). Como escreveu Fernando Pessoa nos anos 20, "primeiro estranha-se, depois entranha-se."