Wozniacki avisa a concorrência: “Sinto-me confortável e confiante”

Caroline Wozniacki está a uma vitória de terminar com chave de ouro a temporada de 2017. Qualificada para a oitava final da época, depois de ter derrotado Karolina Pliskova no primeiro encontro das meias-finais do WTA Finals, a antiga líder do ranking sublinhou a importância de ter vencido um primeiro set disputadíssimo.

“Acho que isso [ter perdido o primeiro set] a afetou um pouco. Entrei bem no tie-break, com 6-1, e estava a sentir-me bem. Mas, de repente, o marcador já estava em 6-2, 6-3, 6-4 e já não achei divertido. A 6-6 já estava um pouco desesperada, só queria terminar o mais rápido possível”, analisou Wozniacki, em conferência de imprensa, depois de concluído o triunfo por 7-6(9) e 6-3.

Karolina Pliskova entrou bem na segunda partida, ao quebrar o serviço da dinamarquesa logo no primeiro jogo, mas não conseguiu capitalizar essa vantagem. “Creio que ter perdido o set inaugural foi determinante. Não sei como seria se tivesse arrecadado esse set, mas tive muitas oportunidades”, resumiu a checa, 3.ª do ranking.

Na final deste domingo (não antes das 11h30), Caroline Wozniacki vai decidir o título de melhor das melhores frente à vencedora do embate entre Venus Williams e Caroline Garcia. Apesar de ainda não saber quem será a sua adversária, a finalista da prova em 2010 espera uma “batalha difícil” mas avisa que está “confortável e confiante”.

“Sinto-me confortável e confiante. Independentemente da tenista que defrontar na final, será uma batalha difícil e um encontro duro. Mas estou entusiasmada por ter essa oportunidade de jogar”, vincou.

Licenciado em Sociologia e Mestre em Comunicação, Cultura e Tecnologias de Informação (ISCTE). Privilegiado por viver numa das melhores eras da história da modalidade. Contacto: joaocorreia@raquetc.com