Ni Xialian tem 54 anos e bateu um recorde mundial do ténis de mesa

Fotografia: ITTF 2017

Já aqui demos conta da aventura dourada do jovem Tomokazu Harimoto. Hoje, é dia de partilharmos um outro episódio, mas de Ni Xialian, que no sentido oposto se destaca por competir aos 54 anos. E mais: por ter batido esta quinta-feira um recorde mundial.

Natural de Xangai mas naturalizada luxemburguesa, a mesa-tenista de 54 anos foi número 8 mundial em 2002 e conta com várias medalhas em Campeonatos da Europa e do Mundo. Mas nenhum desses feitos lhe vale um recorde, ao contrário do que hoje conseguiu: em pleno Seamaster 2017 ITTF World Tour Hybiome Austrian Open, na Áustria, derrotou a número 13 mundial Honoka Hashimot por 4-3 (9-11, 5-11, 11-6, 11-6, 5-11, 16-14, 18-16) em 1h32:44 para vencer o encontro de ténis de mesa mais longo da história moderna.

O encontro, que ultrapassou o recorde estabelecido por Li Jie e Hitomi Sato no Qatar Open deste ano (1h30), prolongou-se por tanto tempo que viu os árbitros implementarem a expedite rule — uma regra que altera alguns princípios do jogo de forma a evitar um encontro demasiado lento.

Gaspar Ribeiro Lança
gasparlanca@raquetc.com | Dar palavras a um encontro de dois, três, quatro ou cinco sets, com ou sem tiebreak. Dar palavras a recordes, a histórias. Dar ténis a todos aqueles que o queiram. E mais, sempre mais. Por isso depois chegou o padel, o squash e o ténis de mesa. E assim cá estamos, no RAQUETC ("raquetecétera"). Como escreveu Fernando Pessoa nos anos 20, "primeiro estranha-se, depois entranha-se."