Europa ganha vantagem no primeiro dia da Laver Cup. Agora chegam as jornadas mais importantes

0
Fotografia: Laver Cup 2017

O2 Arena, Praga, República Checa. A expetativa era muita e o primeiro dia de Laver Cup não desiludiu, com as duas equipas a darem espetáculo na jornada inaugural do novo torneio de exibição — que, a julgar pelas declarações de todos os jogadores presentes, é tudo menos um torneio de exibição.

A jogar em casa, e favorita no papel, a Equipa Europa é aquela que mais motivos tem para sorrir após o primeiro dia: dos quatro encontros realizados, venceu três (os três singulares), só perdendo um ponto no duelo que fechou a jornada, o par.

Tudo começou com Marin Cilic e Frances Tiafoe. Frente a frente pela primeira vez nas carreiras, o croata e o norte-americano deram um bom início à competição, permitindo aos adeptos vibrar com dois sets levados ao tiebreak que, no final, caíram para o lado europeu (7-3 e 8-6).

A esse, seguiu-se um outro triunfo num encontro equilibrado — tal como todos aqueles que, aliás, se jogaram nesta sexta-feira. O resultado? 6-7(15), 7-6(2) e 10-7 para Dominic Thiem frente a John Isner no duelo mais “quente” da jornada — pelos melhores motivos, claro que está, porque mesmo não sendo encarado como um amigável, o torneio não dá espaço a outros momentos que não os positivos.

O domínio inicial da Europa manteve-se também no terceiro singular, talvez o mais aguardado do dia, em que o número 4 mundial, Alexander Zverev, derrotou a sensação canadiana Denis Shapovalov em, imagine-se, dois tiebreaks. Desta feita, por 7-6(3) e 7-6(5).

E assim estava garantida a “vitória” no primeiro dia, mas porque para as contas finais da Laver Cup isso não tem qualquer relevância, passemos para o encontro que encerrou o dia e que foi, também, aquele em que a Equipa Mundo celebrou a sua primeira vitória: já habituados a jogar lado a lado, Nick Kyrgios e Jack Sock derrotaram o número 1 mundial, Rafael Nadal, e o tenista da casa, Tomas Berdych, por 6-3, 6-7(7) e 10-7.

O resultado final concluído que está o primeiro dia? 3-1 em pontos para a Europa, o que na prática a deixa em vantagem mas no papel pouco significa por agora: amanhã, cada um dos quatro encontros vale o dobro, isto é, cada vitória significa dois pontos, pelo que tudo pode mudar rapidamente. Já no domingo, o dia decisivo, cada duelo corresponde a três pontos.

A ordem de jogos (e os tenistas escolhidos para cada um dos encontros) será conhecida às 10h de Portugal Continental.

Comentários

Comentários

COMPARTILHAR
Artigo anteriorPortugueses pelo Mundo: semana de 23 de setembro a 1 de outubro
Próximo artigoPortugal Padel Masters vai ter meias-finais de luxo
gasparlanca@raquetc.com | Dar palavras a um encontro de dois, três, quatro ou cinco sets, com ou sem tiebreak. Dar palavras a recordes, a histórias. Dar ténis a todos aqueles que o queiram. E mais, sempre mais. Por isso depois chegou o padel, o squash e o ténis de mesa. E assim cá estamos, no RAQUETC ("raquetecétera"). Como escreveu Fernando Pessoa nos anos 20, "primeiro estranha-se, depois entranha-se."