Castelo Branco: resistência de Luís Faria durou quase quatro horas

Luís Faria (1346.º) foi esta quinta-feira afastado na segunda ronda da competição de singulares do Future de 15.000 dólares de Castelo Branco, mas não sem antes “fazer a cabeça em água” a Jaime Pulgar-García, antigo 296.º classificado do ranking mundial.

O jovem português de 18 anos teve pela frente o sétimo cabeça de série da prova e 895.º ATP, que precisou de três horas e 44 minutos e dos parciais de 4-6, 6-3 e 7-5 para confirmar o seu favoritismo, numa batalha em que Faria até dispôs de mais oportunidades de break (converteu 5 em 23, contra 6 em 16 do espanhol).

Esta derrota coloca um ponto final na prestação do tenista português em singulares. Já em pares segue em prova ao lado de Nuno Deus, jogando ainda esta quinta-feira o acesso às meias-finais. A dupla portuguesa defronta o francês Hugo Voljacques e o sérvio Darko Jandric.

Francisco Semedo
Licenciado em Turismo e a tirar Mestrado em Ciências da Comunicação, desde cedo se interessou pelo ténis. Começou aos 9 e desde então tem um olhar atento e constante de tudo o que se passa naquela que considera ser a melhor modalidade a todos os níveis.