Diogo Rocha reage à divulgação do wild card do Portugal Padel Masters: “Não são estas decisões que me vão deitar abaixo”

0

Divulgado o wild card para o quadro principal do Portugal Padel Masters, que a organização do maior torneio português de padel decidiu atribuir à dupla Miguel Oliveira e Lucas Cunha, foi muita a discussão sobre esta decisão, tanta que Diogo Rocha, indiscutivelmente o melhor jogador português de sempre, viu-se obrigado a reagir através de um post na sua conta de Facebook.

O padelista nortenho começa por explicar o motivo de reagir à não atribuição do wild card, afirmando que decisão foi tomada por quem tinha direito, João Lagos: “Escrevo este post para esclarecer todas as pessoas que me têm enviado inúmeras mensagens a perguntar porque não estou no quadro principal do WPT Master de Lisboa”.

“Nada tenho contra o promotor do evento, conheço o Sr. João Lagos desde os tempos do ténis, e sinceramente não sei qual a sua ligação e conhecimento sobre o padel.
Mas a verdade é que tinha o direito de escolher um WC para o quadro principal e escolheu”, escreveu.

Após uma decisão que gerou controvérsia, o número um português e 64 mundial diz-se “triste por não estar directamente no quadro principal” visto ser “o melhor jogador português tanto no ranking mundial como no ranking português e único jogador a ter atingido já por 4 vezes o quadro principal em torneios Masters e Open no WPT, todas por mérito próprio.”

Diogo Rocha acaba a mensagem agradecendo “a todas as pessoas que me têm mandado mensagens e estão estupefactas com a decisão”, fazendo questão de dizer que “cheguei onde cheguei sem favores de ninguém, com muito trabalho e dedicação. Não são estas decisões que me vão deitar abaixo!”.

Comentários

Comentários