Daniel Nestor vai colocar um ponto final na carreira em 2018

Em entrevista conduzida por Arash Madani, do canal televisivo canadiano Sportsnet, Daniel Nestor, um dos grandes nomes da história do ténis de pares, revelou que o ano de 2018 marcará o fim da sua carreira enquanto tenista profissional.

“Será bom estar em casa a tempo inteiro e ajudar no que for preciso, sem ter que lidar com despedidas constantes. Ajudar as crianças a crescer e a amadurecer, com a esperança de se tornarem adultos bem-sucedidos”, salientou o canadiano de 45 anos e pai de duas meninas (Tiana, de 8 anos, e Bianca, de 4).

O antigo número 1 mundial da hierarquia de pares, detentor de 12 troféus de campeão de torneios do Grand Slam (oito de pares masculinos e quatro de pares mistos) e de uma medalha de ouro olímpica (ao lado de Sébastien Lareau, em Sydney 2000), sublinha que a decisão de terminar a carreira já está na sua mente “há algum tempo” e que os resultados modestos mais recentes vieram dar mais consistência à sua ideia.

“Não ter os resultados aos quais estou habituado também não é muito divertido. Ainda sou um tenista profissional e continuarei a dar o meu melhor até ao próximo verão mas, depois disso, provavelmente fará sentido parar”, analisou o canadiano, que se encontra atualmente no 43.º posto do ranking, com 16 vitórias em 41 embates disputados em 2017.

Daniel Nestor pretende disputar a edição de 2018 da Rogers Cup, em Toronto, e ainda talvez o US Open, para depois dar por concluída uma carreira profissional que começou em 1991.

Licenciado em Sociologia e Mestre em Comunicação, Cultura e Tecnologias de Informação (ISCTE). Privilegiado por viver numa das melhores eras da história da modalidade. Contacto: joaocorreia@raquetc.com