Martina Hingis: “O Bernard Tomic devia trabalhar numa fábrica”

0

Campeã do US Open na vertente de pares femininos e pares mistos, Martina Hingis vai vivendo uma boa fase na sua carreira quer a nível pessoal quer a nível profissional. No entanto há algo que a preocupa nas novas gerações de tenistas.

Em entrevista ao jornal suíço Der Bund, a tenista de 36 anos, uma das mais experientes do circuito, comentou o facto de hoje em dia vários jovens verem o ténis como um trabalho e não um desporto, atitude que não compreende.

“O ténis sempre foi um jogo para mim e não um trabalho. Quando vejo entrevistas dos jovens de hoje em dia tenho a sensação que para eles é uma obrigação jogar ténis, um trabalho a cumprir”, lamentou, dando o exemplo de Bernard Tomic.

“Alguns devem fazer uma reflexão sobre a realidade, como o Bernard Tomic. Ele devia trabalhar numa fábrica para poder ver o que é a realidade”, disparou, dando como bom exemplo a seguir o jovem norte-americano Frances Tiafoe.

“Fico feliz quando vejo jovens como o Frances Tiafoe. Sei a sua história. Ele cresceu no clube de ténis onde o seu pai trabalhava e queria jogar. É divertido ver alguém com tanto prazer em jogar ténis”, disse a campeã de 25 títulos do Grand Slam.

 

Comentários

Comentários