Emanuel Couto: “Encaramos esta eliminatória como uma final e não podíamos estar mais motivados”

0
Fotografia: Fernando Correia/Federação Portuguesa de Ténis

A convocatória da Alemanha foi uma surpresa para Portugal e o mundo do ténis em geral, com Michael Kohlmann, o selecionar germânico, a deixar de fora as três grandes figuras do país na atualidade: Alexander e Mischa Zverev e ainda Philipp Kohlschreiber.

Contactado pelo RAQUETC, Emanuel Couto — treinador da equipa portuguesa na Taça Davis, onde une forças ao capitão Nuno Marques — admite que “se se vier a confirmar esta convocatória, é óbvio que são boas notícias para nós.”

Mas, e à semelhança de Vasco Costa (Presidente da Federação Portuguesa de Ténis), o treinador e ex-jogador português ressalva que “estamos a falar da seleção alemã, que mesmo não trazendo alguns dos seus melhores jogadores tem um dentro dos 50 melhores do outro e outros dois perto do top 100.”

Posto isto, Emanuel Couto afirma que “a única certeza que temos e independentemente dos jogadores alemães que vierem é que nada vai mudar na postura e atitude que a nossa equipa tem demonstrado em todas as eliminatórias anteriores.”

De acordo com o treinador português, “só podemos esperar uma eliminatória duríssima, em que vamos ter que jogar o nosso melhor mais uma vez e cheios de vontade de ganhar. Encaramos esta eliminatória como uma final e não podíamos estar mais motivados para enfrentar quem vier.”

O play-off realiza-se no Centralito entre os dias 15 e 17 de setembro e Emanuel Couto acredita que terá “encontros de muito bom nível e cheios de emoção”.

Os bilhetes podem ser adquiridos aqui.

Comentários

Comentários