Fred Gil derrota o primeiro cabeça de série rumo aos quartos de final do Porto Open

Caiu o primeiro cabeça de série do Porto Open: Alexandre Muller, francês e número 302 mundial (ocupa esta semana, aos 20 anos, o melhor ranking da carreira), era o principal candidato à vitória do Future portuense de 25.000 dólares, mas viu-se com Fred Gil pela frente e no final foi o português quem celebrou.

Num duelo de gerações e experiências, até foi o jogador gaulês quem conseguiu a primeira quebra de serviço (e logo para servir para o primeiro set). Mas o sintrense de 32 anos mostrou desde cedo estar em campo para vencer e conseguiu dar sempre a volta à situação.

O primeiro set, venceu-o no tiebreak, e o segundo graças a dois breaks registados na segunda metade do parcial (para 3-2 e para 5-2), que ao fim de 1h41 lhe permitiu selar a vitória com parciais de 7-6(5) e 6-2.

Somada a segunda vitória no Clube de Ténis do Porto, Fred Gil chega aos quartos de final, fase em que também já estava João Monteiro. Com o primeiro cabeça de série para trás, o ex-número 1 nacional vai agora preparar o encontro frente a Filip Horansky — o sexto cabeça de série, que hoje derrotou Tiago Cação por 6-1 e 6-4.

Gaspar Ribeiro Lança
gasparlanca@raquetc.com | Dar palavras a um encontro de dois, três, quatro ou cinco sets, com ou sem tie-break. Dar palavras a recordes, a histórias. Dar ténis a todos aqueles que o queiram. E mais, sempre mais. Por isso depois chegaram o padel e o squash. E assim cá estamos, no RAQUETC ("raquetecétera"). Como escreveu Fernando Pessoa nos anos 20, "primeiro estranha-se, depois entranha-se."