Prestação inesquecível de Luísa Pelayo no Porto Open termina na estreia em quadros principais

Terminou esta terça-feira a participação de Luísa Pelayo no Porto Open 2017, mas a tenista portuguesa sai da cidade invicta com razões para nunca esquecer o torneio: foi no Clube de Ténis do Porto que se estreou a disputar quadros principais de torneios do circuito profissional.

Aos 18 anos, a jovem jogadora do Porto ultrapassou pela primeira vez um qualifying e no quadro principal teve como adversária a italiana Gaia Sanesi, atual número 572 e ex-294.ª, que colocou um ponto final na sua prestação ao vencer por 6-0 e 6-1.

O encontro de Luísa Pelayo foi o único do dia a contar com a participação de uma jogadora portuguesa (isto no que à variante de singulares diz respeito. Em sentido contrário, são vários os representantes lusos a fazerem hoje as respetivas estreias no quadro masculino.

O desenvolvimento dos quadros do Porto Open pode ser acompanhado aqui, bem como todas as restantes informações do torneio.

Gaspar Ribeiro Lança
gasparlanca@raquetc.com | Dar palavras a um encontro de dois, três, quatro ou cinco sets, com ou sem tie-break. Dar palavras a recordes, a histórias. Dar ténis a todos aqueles que o queiram. E mais, sempre mais. Por isso depois chegaram o padel e o squash. E assim cá estamos, no RAQUETC ("raquetecétera"). Como escreveu Fernando Pessoa nos anos 20, "primeiro estranha-se, depois entranha-se."