Nuno Deus não olha a favoritismos e regista uma grande vitória

Nuno Deus garantiu na tarde desta quarta-feira que vai disputar os quartos de final de singulares de um torneio do circuito profissional pela primeira vez desde o passado mês de abril (Quinta da Marinha). Para isso, o jovem tenista português afastou o quinto pré-designado do Open da Póvoa de Varzim, torneio que tem um prize money total de 15 mil dólares.

Deus, 896.º do ranking, partiu para o embate com Takanyi Garanganga (440.º) depois de na primeira ronda ter deixado pelo caminho Martim Prata (6-0 e 6-3), mas como se esperava na jornada de hoje o confronto com o tenista do Zimbabwe foi bem mais equilibrado — tão equilibrado que foram precisas três partidas e duas horas e meia em court para o lisboeta registar uma das grandes vitórias desta época.

Com os parciais de 6-2, 3-6 e 7-5, e após ter visto o seu opositor liderar a terceira partida com break de vantagem (3-2), Nuno Deus conseguiu finalmente, ao terceiro match point, anular o favoritismo de Garanganga, um tenista que tem sete títulos de campeão de torneios Future no seu palmarés, e marcar encontro com Frederico Silva ou Gonçalo Falcão nos quartos de final. Deste modo, a 1.ª edição do Open da Póvoa de Varzim tem já garantido pelo menos um tenista português nas meias-finais.

João Correia
Licenciado em Sociologia e Mestre em Comunicação, Cultura e Tecnologias de Informação (ISCTE). Privilegiado por viver numa das melhores eras da história da modalidade.