Wimbledon: Fognini abanou Murray mas não o fez cair

Não foi uma jornada nada fácil para Andy Murray, que se viu envolvido num encontro muito duro e teve de sofrer bastante para se manter em competição na edição deste ano de Wimbledon. Mas, no final de contas, a fibra de campeão do líder do ranking veio ao de cima, consumando esta noite a qualificação para os oitavos de final do Major londrino.

Campeão em título e um dos grandes candidatos ao título, o número um mundial voltou a ter grandes dificuldades frente ao italiano Fabio Fognini, 28.º cabeça de série e seu carrasco na estreia na edição deste ano do Masters 1000 de Roma, tendo precisado de quatro partidas — 6-2, 4-6, 6-1 e 7-5 — e de quase três horas para ultrapassar o sempre perigoso opositor transalpino. Fognini chegou a liderar o quarto set por 5-2 e chegou a ter cinco set points nos jogos seguintes.

Superada uma árdua jornada de sexta-feira e o “susto” de uma eventual eliminação precoce no All England Club, a grande esperança do público local já sabe que o seu próximo opositor será mais um um adversário muito talentoso: o francês Benoit Paire (46.º ATP), que eliminou Jerzy Janowicz por 6-2, 7-6(3) e 6-3.

Natural da Ilha do Pico, Açores. Estudante do 3.º ano do curso de Direito da Faculdade de Direito da Universidade de Lisboa. Amante e seguidor de ténis desde a adolescência.