Nuno Borges derrota João Monteiro e conquista 1.º título individual da carreira em Setúbal

Nuno Borges conquistou na manhã desta deste domingo o primeiro título individual da carreira ao sair por cima no encontro 100% português frente a João Monteiro, alcançando a dobradinha no torneio setubalense, após ontem já ter vencido na variante de pares.

Frente a frente com João Monteiro pela segunda semana consecutiva na final de um torneio Future em solo português, Nuno Borges conseguiu impor o seu jogo para levar de vencida o tenista portuense num duelo entre dois jogadores que partilham a região de origem — o Norte do país –, a passagem pelo circuito universitário dos Estados Unidos da América e o sucesso nas primeiras aventuras pelo circuito profissional depois (ou durante, no caso de Borges) da passagem por terras do Tio Sam.

Se no Future de 25.000 dólares de São Domingues de Benfica a vitória sorriu ao jogador portuense com os parciais de 6-4, 1-6 e 7-5, o torneio de 15.000 dólares de Setúbal viu Nuno Borges sair por cima da final com 6-3 e 6-0, quando estava decorrida menos de uma hora de encontro.

Num duelo que até começou equilibrado, foi o tenista de 23 anos que esteve sempre mais perto de quebrar Borges no início do primeiro parcial, mas o tenista natural da Maia esteve mais forte no capítulo do serviço anulando os 5 pontos de break que teve de enfrentar, acabando mesmo por ser ele a quebrar ao 8.º jogo e fechando de seguida o set.

Já no segundo parcial o mais cotado dos dois jogadores foi abaixo, não mais recuperando o equilíbrio do encontro. Nuno Borges acabou por ser muito superior, vencendo mais do dobro dos pontos disputados no parcial.

Este título é mais uma prova do bom momento que o ténis português vai atravessando e em especial estes dois jogadores que nas últimas semanas têm dado provas de que o ténis do College pode ser uma opção em cima da mesa para quem quer seguir o profissionalismo na modalidade.

Ambos os tenistas vão disputar na próxima semana o quadro principal do Future de 15.000 dólares de Torres Vedras.

Francisco Semedo
Licenciado em Turismo e a tirar Mestrado em Ciências da Comunicação, desde cedo se interessou pelo ténis. Começou aos 9 e desde então tem um olhar atento e constante de tudo o que se passa naquela que considera ser a melhor modalidade a todos os níveis.