Inglório. Nuno Deus eliminado da competição de singulares

Uma hora e pouco depois de Nuno Borges ter saído vitorioso do seu encontro de hoje, Nuno Deus (881.º) viu o francês Maxime Tchoutakian colocar um ponto final na sua caminhada na competição individual do Setúbal Open, numa grande batalha que deixou um amargo de boca ao tenista português.

Oriundo da fase de qualificação, o tenista francês atualmente sem ranking mas que já esteve classificado no 666.º posto da hierarquia voltou a superiorizar-se a um tenista luso, depois de ter derrotado Luís Faria na primeira eliminatória.

Mas o encontro desta quinta-feira esteve longe de ser um mar de rosas para Tchoutakian, que precisou de duas horas e 36 minutos e dos parciais de 6-3, 5-7 e 6-4 para seguir para os quartos de final, após Deus ter recuperado de uma desvantagem de 5-1 na segunda partida.

Nuno Deus vai regressar ao court no dia de hoje para o encontro de pares, onde faz dupla com Fred Gil. A dupla portuguesa defronta JC Aragone & Jaime Pulgar-Garcia no jogo de acesso às meias-finais.

Miguel Semedo também disse adeus

Miguel Semedo (925.º) ainda liderou a segunda partida por 4-0, mas a experiência de Erik Crepaldi, ex-número 282 ATP, impediu que o encontro chegasse ao terceiro set. A vitória do tenista italiano ficou assim estabelecida por 6-2 e 6-4.

João Correia
Licenciado em Sociologia e Mestre em Comunicação, Cultura e Tecnologias de Informação (ISCTE). Privilegiado por viver numa das melhores eras da história da modalidade.