Abram alas para João Monteiro

João Monteiro (398.º) confirmou hoje todo o favoritismo que trazia para o duelo com Justin Roberts (1373.º), proveniente da fase prévia, carimbando sem problemas a passagem aos quartos de final do torneio de 15 mil dólares de Setúbal.

O campeão nacional absoluto tem o estatuto de terceiro pré-designado do evento setubalense e ontem, em declarações ao RAQUETC, rejeitou assumir o papel de principal favorito ao título apesar do excelente momento de forma que atravessa, mas sublinhou que é um dos tenistas a ter em conta nas fases finais.

Pois bem, esta quinta-feira, Monteiro deixou mais um aviso à concorrência ao derrotar de forma categórica e inequívoca o seu opositor, com os parciais de 6-3 e 6-3, tendo enfrentado somente um ponto de break ao longo de uma hora e 15 minutos de jogo.

No embate de acesso à penúltima eliminatória, João Monteiro vai encontrar o qualifier finlandês Emil Ruusuvuori (1512.º) ou o veterano dinamarquês Frederik Nielsen (656.º), antigo top 20 mundial do ranking de pares.

Em sentido inverso, Tiago Cação (1084.ª) foi derrotado pelo italiano Matteo Viola (366.º), por 3-6, 6-2 e 6-1, deixando assim a competição de singulares entregue a João Monteiro e a Nuno Borges no que às cores portuguesas diz respeito. Nuno Deus, recorde-se, também ficou pelo caminho na contenda de hoje.

João Correia
Licenciado em Sociologia e Mestre em Comunicação, Cultura e Tecnologias de Informação (ISCTE). Privilegiado por viver numa das melhores eras da história da modalidade.