Francisca Jorge e Lúcia Quitério com novos máximos de carreira; Petra Kvitova perto do top-10

No circuito WTA decorreram dois torneios, o WTA Premier de Birmingham e o WTA International de Maiorca. Petra Kvitova sagrou-se campeão em solo britânico e Anastasija Sevastova venceu a prova espanhola.

No top-10 existiram algumas alterações: Caroline Wozniacki ascendeu duas posições e está agora no sexto posto do ranking WTA. Svetlana Kuznestova subiu um lugar e é agora a 8.ª tenista na hierarquia, ao passo que Dominika Cibulkova caiu três lugares e é agora 9.ª classificada.

Petra Kvitova, que foi esfaqueada na mão há sensivelmente seis meses, regressou ao circuito em Roland Garros e estava a disputar em Birmingham apenas o seu segundo torneio. Deste segundo torneio saiu com o título na bagagem e levou para casa o troféu, ao qual junta uma subida de quatro lugares para figurar no 12.º posto.

  1. (1) Angelique Kerber, 6965 pontos
  2. (2) Simona Halep, 6850
  3. (3) Karolina Plisková, 6386
  4. (4) Serena Williams, 4810
  5. (5) Elina Svitolina, 4765
  6. (8) Caroline Wozniacki, 4345
  7. (7) Johanna Konta, 4325
  8. (9) Svetlana Kuznetsova, 4310
  9. (6) Dominika Cibulkova, 4010
  10. (10) Agnieszka Radwanska, 3985
    (…)

12. (16) Petra Kvitova, 3135

Portuguesas:

Michelle Larcher de Brito subiu 14 lugares e figura esta semana no 280.º posto. Inês Murta seguiu em sentido contrário e caiu 10 postos até ao 591.º lugar. Maria João Koehler escalou 37 lugares e é a 694.ª classificada da lista mundial.

Os grandes destaques da semana entre as portuguesas são Francisca Jorge e Lúcia Quitério, que alcançam novos máximos de carreira. Francisca Jorge é a 903.ª, depois de galopar 13 lugares. Lúcia Quitério ascendeu 8 posições e é a 1163.ª melhor jogadora no ranking WTA. Já Cláudia Cianci e Inês Mesquita estão empatadas na 1191.ª posição.

Para consultar o ranking das atletas portuguesas clique aqui.

Pedro Cunha
O ténis apareceu na minha vida como apenas mais um desporto mas rapidamente o cheiro das bolas e o pó cor de laranja da terra batida onde pratico tornaram a minha vida melhor. Desde o som das pancadas, ao simples abrir de uma lata nova de bolas, tudo neste desporto tem encanto.