Gonçalo Oliveira completa semana perfeita com o título no Future de 25.000 dólares de Budapeste

Sem perder qualquer set ao longo de toda a semana, Gonçalo Oliveira somou este sábado mais uma vitória em dois parciais para se sagrar campeão do Future de 25.000 dólares de Budapeste, na Hungria, e erguer um dos troféus mais importantes da carreira. É a cereja no topo do bolo para o português naquela que foi a semana em que atingiu a sua melhor classificação de sempre.

A defender o estatuto de terceiro pré-designado, o portuense (294.º) deu muito poucas hipóteses aos adversários que enfrentou ao longo da semana e esqueceu rapidamente a derrota precoce na variante de pares (em que já venceu duas dezenas de provas) para reunir todas as forças nos singulares, onde consegue o seu segundo título no espaço de um mês.

Este sábado, foi a vez de Oliveira levar a melhor sobre o sérvio Pedja Krstin, vindo da fase de qualificação mas número 284.º do mundo, por claros 6-2 e 6-2 quando o relógio marcava apenas 1h11 de encontro, completando a semana na capital húngara com um registo impecável de 10 sets ganhos em 10 jogados.

A vitória conseguida na manhã de hoje permite a Gonçalo Oliveira erguer o 4.º troféu da carreira na variante de singulares, que é também o segundo mais importante do seu palmarés (a primeira conquista em torneios de 25.000 dólares aconteceu há cerca de um mês, em Bacau, num torneio que oferecia alojamento aos jogadores e mais pontos para o ranking).

Esta é a segunda conquista de Gonçalo Oliveira para o ténis português. Horas antes, Bernardo Saraiva sagrou-se campeão de pares do Future de Guam.

Gaspar Ribeiro Lança
gasparlanca@raquetc.com | Dar palavras a um encontro de dois, três, quatro ou cinco sets, com ou sem tie-break. Dar palavras a recordes, a histórias. Dar ténis a todos aqueles que o queiram. E mais, sempre mais. Por isso depois chegaram o padel e o squash. E assim cá estamos, no RAQUETC ("raquetecétera"). Como escreveu Fernando Pessoa nos anos 20, "primeiro estranha-se, depois entranha-se."