Lisboa jamais será esquecida: Oscar Otte estreia-se a vencer torneios Challenger no Lisboa Belém Open

LISBOA – Há 9 meses estava fora do top-600. Agora, tem garantida a entrada no top-200 mundial e o primeiro título Challenger ATP “no bolso”: Oscar Otte recuperou da desvantagem de um set para somar uma das melhores vitórias da carreira e vencer a primeira edição do Lisboa Belém Open, no CIF – Club Internacional de Foot-Ball.

Frente a frente com o japonês Taro Daniel, número 93 mundial e terceiro cabeça de série, Otte não entrou bem mas conseguiu recuperar da desvantagem de um set para impedir o nipónico de celebrar o segundo título em Portugal (já tinha vencido o Porto Open, em 2013) e conquistar o primeiro Challenger ATP da carreira, ao vencer por 4-6, 6-1 e 6-3.

Mas mais importante do que impedir Daniel era conquistar o título e foi isso que Otte fez, salvando três break points ao quarto jogo do set decisivo para defender a vantagem e, pouco depois, fechar com chave de ouro uma semana perfeita. Depois de perder a final do Challenger Qingdao, na China, para Janko Tipsarevic (aconteceu em abril), o tenista alemão chega agora à glória.

O nome de Oscar Otte junta-se aos de Ruan Roelofse e Christopher Rungkat na lista de campeões da 1.ª edição do Lisboa Belém Open, depois do sul-africano e o indonésio terem levado a melhor sobre Fred Gil e Gonçalo Oliveira na final de pares.

Gaspar Ribeiro Lança
gasparlanca@raquetc.com | Dar palavras a um encontro de dois, três, quatro ou cinco sets, com ou sem tie-break. Dar palavras a recordes, a histórias. Dar ténis a todos aqueles que o queiram. E mais, sempre mais. Por isso depois chegaram o padel e o squash. E assim cá estamos, no RAQUETC ("raquetecétera"). Como escreveu Fernando Pessoa nos anos 20, "primeiro estranha-se, depois entranha-se."