André Gaspar Murta ainda ameaçou eliminar o sexto pré-designado

Jogar em casa tem outro encanto e confere uma força e motivação extras quando se entra em court, nem que do outro lado da rede esteja um tenista que há menos de um ano tenha figurado no top 100 mundial (95.º) e apresente dois títulos Challenger no palmarés. Nada que intimidasse André Gaspar Murta, que esta terça-feira jogou sem amarras frente a Roberto Carballes Baena na primeira ronda do Lisboa Belém Open.

O algarvio de 22 anos (563.º), que antes de iniciar a participação no torneio lisboeta deu conta ao RAQUETC que não tinha nenhuma “expectativa concreta” para esta semana de competição, realizou uma exibição de bom nível para fazer duvidar o tenista espanhol (137.º), sexto pré-designado, antes de sair eliminado com os parciais de 5-7, 6-2 e 6-2, naquele que foi o seu primeiro encontro de carreira disputado num torneio desta categoria.

Apesar do desaire, André Gaspar Murta justificou o wild card dado pela organização para participar no quadro principal, mas despede-se da competição sem qualquer ponto para a sua classificação individual.

O Lisboa Belém Open tem um prize money total de €43,000 e marca o regresso do circuito Challenger a Portugal, depois da realização do Guimarães Open em julho de 2013.

João Correia
Licenciado em Sociologia e Mestre em Comunicação, Cultura e Tecnologias de Informação (ISCTE). Privilegiado por viver numa das melhores eras da história da modalidade.