Rafael Nadal é, de novo, o número dois do ranking; Novak Djokovic fora do top-3

Há duas semanas que as classificações mundiais não eram atualizadas. Terminado o torneio de Roland Garros, em Paris, é altura de observar as movimentações que a enorme distribuição de pontos para o ranking proporcionou.

Rafael Nadal foi o grande campeão em solo francês, conquistando assim o seu décimo título do Open de França. Com bons títulos costumam vir boas subidas na hierarquia e desta vez não foi exceção. O espanhol regressa esta semana ao segundo posto do ranking ATP, passados mais de dois anos. A última vez que o maiorquino figurou neste lugar foi a 12 de outubro de 2014.

O espanhol é destaque pelas melhores razões, mas convém destacar também Novak Djokovic, que está fora dos três primeiros lugares da classificação masculina pela primeira vez desde 18 de outubro de 2009. O sérvio aguentava-se há quase oito anos nas três primeiras posições. Agora, encontra-se no quarto lugar.

Kevin AndersonKaren KhachanovJiri Vesely galoparam nas classificações, subindo mais de 10 lugares na hierarquia. O sul-africano encontra-se em 37.º, o russo em 39.º e o checo em 42.º.

1. Andy Murray (Grã-Bretanha), 9.890 pontos
2. Rafael Nadal (Espanha), 7.285 pontos
3. Stan Wawrinka (Suíça), 6.175 pontos
4. Novak Djokovic (Sérvia), 5.805 pontos
5. Roger Federer (Suíça), 4.945 pontos
6. Milos Raonic (Canadá), 4.450 pontos
7. Marin Cilic (Croácia), 4.115 pontos
8. Dominic Thiem (Áustria), 3.985 pontos
9. Kei Nishikori (Japão), 3.830 pontos
10. Alexander Zverev (Alemanha), 3.070 pontos
(…)
37. Kevin Anderson (África do Sul), 1.015 pontos
39. Karen Khachanov (Rússia), 1.005 pontos
42. Jiri Vesely (Républica Checa), 985 pontos

Portugueses:

João Sousa atingiu a segunda eliminatória em Roland Garros mas encontra-se neste momento a fechar o top-60 mundial. O número um nacional perdeu um lugar e está em 60.º. Gastão Elias, que disputa esta semana o Lisboa Belém Open, caiu duas posições e está no 111.º posto. Pedro Sousa escalou um posto para se fixar no 154.º lugar, ao passo que João Domingues perdeu quatro postos mas continua dentro do top-180, na 180.ª posição.

Gonçalo Oliveira, Frederico Silva e João Monteiro protagonizaram subidas impressionantes na classificação mundial masculina. Oliveira e Monteiro subiram mais de 50 lugares e Silva subiu quase 30. Gonçalo oliveira está à porta do top-300 (309.º), ao passo que Frederico Silva, campeão em Hammamet no dia de ontem, está em 378.º e João Monteiro em 395.º. Para consultar o ranking de todos os portugues clique aqui.

Pedro Cunha
O ténis apareceu na minha vida como apenas mais um desporto mas rapidamente o cheiro das bolas e o pó cor de laranja da terra batida onde pratico tornaram a minha vida melhor. Desde o som das pancadas, ao simples abrir de uma lata nova de bolas, tudo neste desporto tem encanto.