Vasco Pascoal/Lucas Bergamini e Kátia Rodrigues/Sofia Araújo conquistam o Torneio de Santo António de Padel

Estão encontrados os grandes campeões e campeãs do Torneio de Santo António, prova da categoria 5000 incluída no calendário oficial da Federação Portuguesa de Padel que foi organizada pelo Lisboa Racket Centre ao longo dos últimos 4 dias.

No quadro M1, Vasco Pascoal e Lucas Bergamini — respetivamente 98.º e 93.º no ranking do World Padel Tour, sendo que Pascoal é ainda o 3.º no ranking português — levaram a melhor na final sobre o padelista da casa Diogo Schaefer (164.º mundial e 5.º nacional) e Aris Pationiotis (41.º), primeiros cabeças de série, por 6-2, 2-6 e 6-1 numa final que brindou os presentes com bastantes pontos repletos de espetacularidade.

No quadro feminino (F1), que numa primeira fase se disputou em round robin, partindo-se depois para os quartos de final, as primeiras cabeças de série Kátia Rodrigues e Sofia Araújo foram as grandes vencedoras, ao derrotarem Ana Sofia Gonçalves e Margarida Fernandes (segundas favoritas) com 6-2 e 6-2.

Em F2, a vitória ficou a cargo de Inês Eiró e Isabel Costa (6-1 e 6-1 perante Jennifer Betancort e Patrícia Relvas), com Mafalda Machado e Patrícia C. da Silva a leverem a melhor na competição de F3, derrotando Filipa Rodrigues e Inês Costa por 6-2 e 7-5 na final.

Os campeões de M2 foram Paulo Jorge e Ricardo Lourenço, que com 7-5 e 7-6(3) venceram João Ferreira e Rui Martins. Já no quadro de M3, a vitória ficou a cargo de Afonso Lage e Sebastião Nobre (7-5 e 7-6[4] perante António Guerreiro e Diogo Gomes).

No quadro misto, Lucia Montes e Javier Vicente venceram Isabel Costa e nuno Lopes Pires, por 6-3 e 6-4, e receberam os troféus de campeões.

Em masculinos +45, Diogo Mendonça e Pedro M. dos Santos bateram Filipe Ribeiro e João Salvador, os primeiros cabeças de série, por 7-5 e 6-3 na final.

Clique aqui para consultar os quadros atualizados.

Gaspar Ribeiro Lança
gasparlanca@raquetc.com | Dar palavras a um encontro de dois, três, quatro ou cinco sets, com ou sem tie-break. Dar palavras a recordes, a histórias. Dar ténis a todos aqueles que o queiram. E mais, sempre mais. Por isso depois chegaram o padel e o squash. E assim cá estamos, no RAQUETC ("raquetecétera"). Como escreveu Fernando Pessoa nos anos 20, "primeiro estranha-se, depois entranha-se."