Rafael Nadal é o terceiro jogador da história a apurar-se para 10 finais no mesmo Grand Slam

Rafael Nadal continua determinado em fazer história em Paris e esta sexta-feira apurou-se para mais uma final de Roland Garros, a 10.ª. Com este resultado, o tenista espanhol torna-se no terceiro atleta masculino da história a disputar 10 finais de singulares no mesmo torneio do Grand Slam.

Com a missão “La Décima” no horizonte, o “Rei da terra batida” defrontou e derrotou o austríaco Dominic Thiem por esclarecedores 6-3, 6-4 e 6-0 para se apurar para a sua 10.ª final na terra batida de Paris, igualando assim o feito de Roger Federer, que também já disputou 10 finais num só torneio do Grand Slam (Wimbledon).

Para além daqueles que são considerados dois dos melhores de sempre da modalidade, também o norte-americanio Bill Tilden participou em 10 finais num único palco: o US Open, entre 1918 e 1927, tendo saído de Nova Iorque com 7 títulos e 3 vice-campeonatos, ainda no período anterior à Era Open.

Na variante feminina, Margaret Court também conseguiu a proeza, ao disputar 12 finais no Australian Open, tendo vencido 11 delas.

Gaspar Ribeiro Lança
gasparlanca@raquetc.com | Dar palavras a um encontro de dois, três, quatro ou cinco sets, com ou sem tie-break. Dar palavras a recordes, a histórias. Dar ténis a todos aqueles que o queiram. E mais, sempre mais. Por isso depois chegaram o padel e o squash. E assim cá estamos, no RAQUETC ("raquetecétera"). Como escreveu Fernando Pessoa nos anos 20, "primeiro estranha-se, depois entranha-se."