Lisboa Belém Open conta com equipa de arbitragem de luxo e maioritariamente portuguesa

Será uma equipa de arbitragem de luxo aquela que marcará presença no CIF – Club Internacional de Foot-Ball, em Lisboa, entre os dias 10 e 18 de junho. O Lisboa Belém Open estreia-se no calendário do circuito ATP Challenger e nas cadeiras do torneio estarão grandes nomes da arbitragem portuguesa e, também, mundial.

Dos nove elementos que constituem a equipa de arbitragem, oito são portugueses: Rogério Santos será o juiz árbitro da prova, cabendo a Dino Almeida a função de Chefe de Árbitros.

Depois, nas cadeiras para os encontros do Lisboa Belém Open estarão muitos nomes conhecidos de todos os acompanhantes da modalidade: Carlos Ramos, que se tornou no primeiro árbitro do mundo a arbitrar as finais masculinas de todos os torneios do Grand Slam e dos Jogos Olímpicos, bem como da Taça Davis e Fed Cup, terá a companhia de Mariana Alves, igualmente uma das árbitras mais experientes e mediáticas, Miguel Leal, Catarina Silva (também eles vindos do torneio de Roland Garros), Marco RomãoJoão TrindadeAdil Homiriti, o único membro da equipa que não é de nacionalidade portuguesa.

O Lisboa Belém Open tem já confirmadas as presenças de Gastão Elias, Pedro Sousa, João Domingues e João Monteiro no quadro principal, faltando anunciar vários dos wild cards que a organização tem a seu cargo. Para esta quarta-feira, está marcada a conferência de apresentação do torneio.

O RAQUETC é media partner oficial do Lisboa Belém Open.

Gaspar Ribeiro Lança
gasparlanca@raquetc.com | Dar palavras a um encontro de dois, três, quatro ou cinco sets, com ou sem tie-break. Dar palavras a recordes, a histórias. Dar ténis a todos aqueles que o queiram. E mais, sempre mais. Por isso depois chegaram o padel e o squash. E assim cá estamos, no RAQUETC ("raquetecétera"). Como escreveu Fernando Pessoa nos anos 20, "primeiro estranha-se, depois entranha-se."