Robin Haase não beliscou o favoritismo de Rafael Nadal

Passar o menor tempo possível em court e resolver os encontros em três partidas é algo que os principais favoritos ao título de um torneio do Grand Slam procuram fazer nas primeiras rondas, de forma a chegar à segunda competição, altura em que o torneio fica mais exigente, com as baterias ainda bem carregadas.

Foi precisamente o que voltou a fazer Rafael Nadal no seu compromisso com Robin Haase (46.º) na jornada desta quarta-feira de Roland Garros. Depois de uma vitória tranquila frente a Benoit Paire na segunda-feira, o maiorquino não teve problemas em eliminar o tenista holandês, por 6-1, 6-4 e 6-3, reservando duelo com o georgiano Nikoloz Basilashvili (63.º) na próxima fase.

O número 4 ATP, nove vezes campeão do Grand Slam francês, apresenta agora um registo de 74 vitórias em 76 encontros disputados em Roland Garros. Ninguém ganhou mais que ele.

João Correia
Licenciado em Sociologia e Mestre em Comunicação, Cultura e Tecnologias de Informação (ISCTE). Privilegiado por viver numa das melhores eras da história da modalidade. Contacto: joaocorreia@raquetc.com