Esta edição de Roland Garros não deixará boas memórias ao ténis alemão

Dos treze tenistas alemães que disputaram os quadros principais de singulares da 116.ª edição de Roland Garros, o segundo Grand Slam da temporada, apenas dois (no caso, duas) seguiram em frente, concluída que está a primeira ronda do torneio. As esperanças alemãs em Paris estão agora reduzidas a Carina Witthoeft (73.º) e Tatjana Maria (102.ª).

João Correia
Licenciado em Sociologia e Mestre em Comunicação, Cultura e Tecnologias de Informação (ISCTE). Privilegiado por viver numa das melhores eras da história da modalidade. Contacto: joaocorreia@raquetc.com