Roland Garros: O velho Ferrer voltou a rugir

0

Atualmente fora do top 30 mundial, David Ferrer (33.º) registou na jornada desta segunda-feira de Roland Garros uma daquelas vitórias que não se esquecem, mesmo que estejamos na presença de uma lenda viva da modalidade, como é o caso do veterano tenista espanhol.

Finalista do torneio em 2013, Ferrer, de 35 anos, emergiu de uma tremenda batalha com Donald Young (51.º), no court 17, ao derrotar o norte-americano por 5-7, 6-3, 4-6, 6-3 e 13-11, ao cabo de quatro horas e 26 minutos, naquele que é até ao momento o duelo mais longo da edição deste ano da prova (e o mais longo da carreira de ambos). Esta é a vitória número 701 da carreira do pupilo de Francisco Fogues.

Ferrer, que tem a defender os pontos alusivos à quarta ronda alcançada em 2016, vai reeditar com o seu compatriota Feliciano López um dos jogos da terceira eliminatória de Roland Garros do ano passado. Na altura, o antigo número 3 da hierarquia venceu por 6-4, 7-6(6) e 6-1.

Comentários

Comentários