João Monteiro e o ténis português: “O melhor ainda está para vir”

João Monteiro dominou em todas as frentes em Santa Margarida de Montbui, ao sagrar-se campeão quer em pares, quer em singulares no Future espanhol, e fez parte de um dia memorável para o ténis português. Tal como o portuense, também Gonçalo Oliveira, André Murta e João Domingues conquistaram títulos no circuito profissional.

Em conversa com o RAQUETC depois da vitória na final deste domingo, Monteiro disse que “senti que estava a jogar bem” e que “apesar de terem sido muitas semanas em terra batida, voltar ao piso rápido foi muito bom!”

O tenista português relembrou a boa pré-época que realizou e afirmou que “esta vitória é fruto do bom trabalho que tenho desenvolvido mas quero acreditar que é apenas o início.” Apesar de ter como objetivo começar a jogar Challengers, João Monteiro sabe que “neste momento preciso de pontuar” e considera importante “um pouco de tudo”, preferindo concentrar-se “mais nos Futures que há em Portugal durante o verão.”

João Monteiro comentou ainda o domingo memorável que o ténis português viveu: “Foi sem dúvida um dia muito bom para o ténis português, a provar que atravessa talvez a melhor fase de sempre! E penso que o melhor ainda está para vir para o nosso ténis.”

Gaspar Ribeiro Lança
gasparlanca@raquetc.com | Dar palavras a um encontro de dois, três, quatro ou cinco sets, com ou sem tiebreak. Dar palavras a recordes, a histórias. Dar ténis a todos aqueles que o queiram. E mais, sempre mais. Por isso depois chegou o padel, o squash e o ténis de mesa. E assim cá estamos, no RAQUETC ("raquetecétera"). Como escreveu Fernando Pessoa nos anos 20, "primeiro estranha-se, depois entranha-se."