André Gaspar Murta sagra-se campeão em Hammamet e põe um ponto final no jejum de títulos

Depois de cerca de dois anos sem conhecer o sabor da vitória numa final, André Gaspar Murta conseguiu finalmente regressar aos títulos este domingo, ao conquistar o título do Future de 15.000 dólares de Hammamet.

O tenista natural de Faro, terceiro pré-designado do torneio tunisino e atual 652.º colocado da tabela individual, colocou um travão no argentino Mariano Kestelboim (480.º), segundo favorito e que vinha de uma série de nove triunfos consecutivos (foi campeão também em Hammamet no domingo passado), após levar a melhor numa grande batalha ao cabo de duas horas e cinquenta e cinco minutos com os parciais de 6-3, 3-6 e 6-4.

Assegurado o segundo título de singulares da carreira no circuito profissional (o primeiro foi no final de junho de 2015, em Sibiu) naquela que foi a sua primeira decisão em cerca de 10 meses e quinta no cômputo geral, o irmão de Inês Murta irá agora concentrar-se em mais um evento realizado naquela localidade tunisina na próxima semana, no qual terá a companhia de Gonçalo Oliveira, que ainda esta tarde disputa a final do torneio de 25.000 dólares de Bacau.

Natural da Ilha do Pico, Açores. Estudante do 3.º ano do curso de Direito da Faculdade de Direito da Universidade de Lisboa. Amante e seguidor de ténis desde a adolescência.