Kiki Bertens é bicampeã em Nuremberga

0

Há pouco mais de um ano, a 21 de maio de 2016, Kiki Bertens conquistava em Nuremberga o segundo título WTA da carreira, colocando um ponto final num jejum que durava há quatro anos. Este sábado, novamente na decisão de um torneio depois de em julho do ano passado ter saído derrotada na final de Gstaad, a holandesa de 25 anos voltou a fazer daquela cidade alemã a sua fortaleza.

Na final da 5.ª edição do torneio realizado nos courts de terra batida do Tennisclub 1. FC, Kiki Bertens impediu que a sua opositora, a checa Barbora Krejcikova (254.ª), tornasse real o sonho de ser a quinta tenista em 2017 a sagrar-se campeã de um torneio oriunda da fase de qualificação. A tenista holandesa, 19.ª do ranking, arrecadou o terceiro título da carreira fruto de uma vitória estabelecida em duas partidas, por 6-2 e 6-1, em apenas 56 minutos, terminando esta semana de competição sem um único set perdido.

De resto, a temporada de terra batida de Bertens tem sido bastante satisfatória, ela que chegou aos quartos de final do torneio de Madrid e às meias-finais de Roma antes de vencer o título em solo alemão.

Déjà vu para Bertens?

O troféu conquistado no dia de hoje renova os níveis de confiança de Kiki Bertens para Roland Garros, torneio em que, por certo, a holandesa assinava já repetir o resultado conseguido em 2016, quando depois de sair de Nuremberga só parou nas meias-finais do major parisiense (vitória de Serena Williams por 7-6 e 6-4).

Bertens, 18.ª pré-designada em Paris, tem um duelo teoricamente acessível com Ajla Tomljanovic (309.ª), antiga top 50 mas atualmente a viver um mau momento na carreira, na eliminatória inaugural de Roland Garros, sendo que o seu primeiro grande obstáculo poderá estar reservado para a terceira ronda, quando defrontar Caroline Wozniacki (assim as hierarquias pré-estabelecidas o permitam).

Comentários

Comentários