Pedro Sousa: “Nos match points ele jogou bem, foi superior nesses momentos”

0

Pedro Sousa nunca esteve tão perto de jogar um quadro principal de um torneio Grand Slam como esta quinta-feira, mas o português não conseguiu concretizar um dos dois match points que dispôs frente ao russo Teymuraz Gabashvili. Em declarações ao RAQUETC, o número 3 luso lamentou as oportunidades não aproveitadas, dando no entanto mérito ao seu adversário no momento de salvar match points.

“Foi um jogo difícil como esperava, não só por ser uma última ronda, mas pelo meu adversário ser bastante experiente nestas andanças. Não fiz um grande jogo, mas também não joguei mal. Tive as minhas oportunidades. Quando fiz o break no segundo set, se calhar acusei um pouco a pressão e acabei por ser quebrado logo a seguir. Nos match points ele jogou bem, foi superior nesses momentos, por isso mereceu ganhar”, analisou o lisboeta que considerou como momento chave da partida a perca no terceiro set.

“Esse foi o momento chave. Ou ganhava eu ou seria muito difícil virar. É um jogador que depende muito dos momentos e no terceiro set entrou com tudo e foi muito difícil de contrariar. É um jogador que não dá muito ritmo, que faz ou muitos winners ou muitos erros”, continuou.

Questionado se acreditava que algum dia disputará um quadro principal de um torneio Major, Pedro Sousa apontou a Wimbledon. “Não foi desta vez. Wimbledon é já daqui a um mês e pode ser que essa oportunidade volte outra vez”, concluiu o português que ainda não sabe se competirá na próxima semana.

Comentários

Comentários