Roland Garros com mais de 1000 pessoas ligadas à segurança do torneio

0

O recente ataque suicida na Arena de Manchester, na noite desta segunda-feira, que vitimou mais de duas dezenas de pessoas que assistiam a um concerto da cantora norte-americana Ariana Grande, aliado ao clima de medo e terror que se tem feito sentir em solo europeu nos últimos anos, fez o torneio de Roland Garros reforçar o número de efetivos responsáveis pela segurança durante a realização da prova.

“Haverá 1.200 agentes de segurança acreditados, um número um pouco superior em relação a 2016”, anunciou Jacques Le Mene, responsável de segurança do major francês, em declarações reproduzidas no portal sul-africano Independent Online.

Stephan Post, porta-voz da Federação Francesa de Ténis, realçou que não houve qualquer indicação adicional por parte da polícia de Paris sobre o plano de segurança traçado. “Não existiu qualquer conselho específico vindo das forças policiais de Paris. A segurança é uma prioridade para nós. Ainda que não tenhamos passado pela experiência de um ataque, a verdade é que fazemos treinos e simulacros nesse sentido”.

A fase de qualificação do segundo Grand Slam da época está a decorrer esta semana, sendo que os encontros dos quadros principais têm início no domingo, dia 28.

Comentários

Comentários